Home Notícias Festival Bananada discute arte urbana em ação especial

Festival Bananada discute arte urbana em ação especial

Em sua quarta edição, Blackbook convida artistas e VJs para desenvolverem murais que serão projetados na paisagem do Centro Cultural Oscar Niemeyer

185
0
SHARE
Renato Reno | Divulgação
Renato Reno | Divulgação

A relação entre artes visuais e o digital é o que pauta a quarta edição da Blackbook, projeto dentro da programação do Festival Bananada, e que reitera a efemeridade do muralismo na paisagem urbana. Para este ano, três artistas e três VJs foram convidados pela equipe do festival para criarem murais que serão projetados na fachada do Museu de Arte Contemporânea (MAC) no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) durante o final de semana do evento, nos dias 12, 13 e 14 de maio, em Goiânia.

Encabeçado pelo artista visual Mateus Dutra, que desde o início coordena a ação, a Blackbook deste ano criará murais correlacionando arte e mapping, numa predefinição de duplas entre Renato Reno e o VJ Boca (BSB), Fabíola Moraes e Felipe Monteiro e André Morbeck e Erms (SP). Para cada dia de evento, a dupla escolhida desenvolverá grandes murais que interferirão na paisagem do espaço do festival.

“Queremos discutir o quanto o mural e a arte urbana podem ser efêmeros, com o fim posto à tona a qualquer hora, em tempos de discussão sobre o grafite em cidades como São Paulo. As projeções e o mapping fazem relação com a arte de rua, com artistas que estão saindo da sua zona de conforto e dialogando com diferentes vertentes da arte digital”, explica Mateus.

Nos anos anteriores, a Blackbook levou discussões como arte gráfica, muralismo em espaços públicos, lambe-lambe e democratização das artes visuais. Para agora, a proposta é de alavancar a relação entre tecnologia e produção artística, num contexto do Festival Bananada que envolve música, gastronomia, moda e comportamento. “É uma ação audaciosa e que brinca com a paisagem do Centro Cultural Oscar Niemeyer”, aponta o artista.

IMERSÃO MUSICAL

O Bananada contribui com a história de Goiânia e do Brasil desde 1999. Ao longo de 18 edições, o festival fomentou e incentivou a produção da música independente, destacando as novas tendências que surgem localmente e trazendo ao Centro Oeste novos artistas nacionais e internacionais.

Durante uma semana inteira, Goiânia se transforma em um verdadeiro centro de intervenções artísticas. São dezenas de shows, exposições, flashes de tatuagem, ações de Moda, campeonato de skate, atividades destinadas às crianças, apresentações de DJs e muito mais.

Em 2017, o festival acontece de 8 a 14 de maio com eventos e showcases espalhados por toda a cidade e também no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Nomes como Baiana System, os goianos Boogarins e Carne Doce, a nova geração da MPB Maria Gadú e Céu, o rap de Karol Conka e Mano Brown e o rock d’Os Mutantes que influenciou gerações estão entre os principais destaques da programação.

 

SERVIÇO

Festival Bananada 2017

Data: 08 a 14 de maio

Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) e em outros espaços de Goiânia

Ingresso e programação completa: festivalbananada.com.br

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here